Números negativos do setor imobiliário são “reflexo natural” de crise deixada pelo PT, diz Miguel Haddad

24845141704_9a93af4049_k-300x200

Apesar de o quadro de recessão econômica ter sido amenizado com as medidas tomadas pelo governo do presidente Michel Temer, a crise continua afetando diretamente os rendimentos dos brasileiros nos mais diversos setores. Entre eles está o mercado de aluguéis de imóveis residenciais, cujos valores médios completaram 18 meses consecutivos de queda em outubro, segundo levantamento realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com o portal Zap.

Como revela matéria publicada pelo G1 nesta quinta-feira (17), em outubro, o recuo no valor médio cobrado pelo metro quadrado alugado no país foi de 0,17% na comparação com setembro. No acumulado de 2016 até o décimo mês do ano, a queda é ainda maior, de 3,8%. Ao considerar a inflação total do período, de 7,87%, este número aumenta para 10,82%. Segundo o estudo, o preço médio do aluguel, por metro quadrado, nas 11 cidades avaliadas foi de R$ 30,03.

Na avaliação do deputado federal Miguel Haddad (PSDB-SP), os números negativos apresentados pelo mercado de aluguel de imóveis no país é apenas um dos vários reflexos da crise vivida de maneira geral pelo país por conta dos erros cometidos pelos governos petistas de Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva na condução da política econômica.

“A crise no mercado imobiliário é reflexo da crise econômica nacional. A queda dos aluguéis se deve, principalmente, a um grande número de imóveis desocupados, que vinham sendo ocupados até um ano atrás, aproximadamente, dois anos, e agora estão vazios. Isso se deve à queda da economia como um todo”, afirmou o tucano, ressaltando ainda os esforços da gestão Temer para equilibrar as contas do país e recuperar a estabilidade econômica.

“Nós sentimos a grande dificuldade de estancar isso – os problemas relacionados a economia, a queda que vinha acontecendo – e tentar iniciar um processo de recuperação, que é o que o governo Michel Temer vem fazendo”, ponderou o parlamentar. “A queda dos alugueis é o reflexo natural do quadro nacional, que se deve a uma gestão irresponsável, inconsequente, nesses últimos 13 anos de PT”, completou Haddad.

Queda nas vendas

Além do quadro desfavorável do mercado de aluguéis, a venda de imóveis no Brasil também vem sendo afetada diretamente pela crise econômica. De acordo com estudo feito pela Fipe em parceria com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), cujos dados foram publicados em matéria do G1, o número de imóveis vendidos em setembro deste ano foi 5% ao registrado no mesmo mês de 2015.

No acumulado dos últimos 12 meses, a queda no número de vendas foi ainda maior, de 12,7%, no confronto com igual período do ano anterior. Já no somatório do ano até setembro, foram vendidos 76.414 imóveis no país, número 10,6% inferior visto nos nove primeiros meses de 2015.

Fonte: PSDB

Entre em contato!