Miguel Haddad participa de mesa redonda que discute saneamento básico

Como presidente da Subcomissão de Governança Metropolitana, o deputado Miguel Haddad (PSDB/SP), participou nesta terça feira (23) de uma mesa redonda onde debateu, junto com demais parlamentares e representantes do meio, sobre a situação do saneamento básico no Brasil.

Embora seja a 7ª economia mundial, conforme relatório divulgado em 2011 pelo Instituto Trata Brasil, o Brasil está em 112º no quesito saneamento básico. Desde então, como mostram os rankings das cidades brasileiras divulgados recentemente, não ocorreram mudanças significativas no setor.

A falta de esgoto e água tratada é uma das principais causas de mortalidade infantil e deficiência no aproveitamento escolar, uma injustiça na chamada “linha de partida”, que condena contingentes da população nacional, desde a infância, a permanecerem na base da pirâmide social.

Devido à gravidade dos dados nacionais, a reunião discutiu novas formas de financiamento para obras na área e possíveis concessões, que estimulem a participação da iniciativa privada no setor, entre outros tópicos relevantes referentes ao tema.

De acordo com Miguel Haddad “é necessário entender que o saneamento é um item da maior importância no contexto dos aglomerados urbanos. Para avançarmos na universalização do saneamento básico em nosso País precisamos contar com investimentos da iniciativa privada, e para isso, é necessário estabelecer regras claras para essa participação no setor. Em Jundiaí, onde fui prefeito por três vezes, conseguimos tratar 100% do esgoto coletado e temos uma concessão de absoluto sucesso, tanto que a previsão é que o Brasil, no ritmo atual, só atinja qualidade equivalente em 2053. Dados mostram que 20% das moradias em perímetro urbano não tem sequer banheiros”.

Participaram da reunião a diretora da COPASA, Sinara Meirelles; o presidente da COMPESA, Roberto Cavalcanti Tavares; o presidente da SANEPAR, Mounir Chaowiche; o diretor da COPASA, Francisco Eduardo de Queiroz Cançado; diretor da SABESP, Manuelito Pereira Magalhães Júnior; e representantes das empresas Consulting IIC, Infracon Engenharia e Comercio, Conata Engenharia, Elevo Group, Conster Construções e Cosatel Construções Saneamento e Energia.

Entre em contato!