Dez coisas que você pode fazer para diminuir o aquecimento global

Diferente do que acontece nos Estados Unidos, a maioria da população em nosso País está informada acerca da existência do aquecimento global. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos e o Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), em abril de 2007 quase oito entre dez brasileiros não só está informado acerca das mudanças no clima como entendem que isso significa um risco para o Planeta.

Essa tomada de consciência é uma boa notícia, uma vez que a diminuição de fontes emissoras de monóxido de carbono, principal agente causador do chamado Efeito Estufa, depende em grande parte, da mudança dos nossos hábitos de consumo e da nossa relação com a natureza.

Nesse sentido, a ação local, singela, a partir de cada casa, rua, bairro e cidade, é um instrumento essencial para conseguirmos eliminar essa terrível ameaça ao futuro da civilização, tal como a conhecemos.

O fato de a população nacional ter atingido um alto grau de consciência é uma informação da maior importância para as instituições que militam na área do meio ambiente. É tarefa dessas organizações aproveitar esse imenso potencial e tornar efetiva a participação da comunidade nesse esforço global.

A questão é que, embora a maioria das pessoas tenha conhecimento da existência do problema e deseje fazer alguma coisa para combatê-lo, grande parte não tem clareza acerca do que fazer, no dia-a-dia.

Com esse objetivo, o Instituto Jundiaí Solidária está lançando nesta semana uma campanha que visa disseminar, junto à população, de forma simples e direta, o que cada um pode fazer para se engajar nessa luta. A campanha consiste na colocação de dezenas de milhares de pequenos panfletos em estabelecimentos comerciais, clubes, igrejas, sindicatos e outras organizações da cidade e da região, com 10 coisas que cada um pode fazer para diminuir o aquecimento. Você também pode participar:

10 COISAS QUE VOCÊ PODE FAZER PARA DIMINUIR O AQUECIMENTO GLOBAL:

1. Troque lâmpadas convencionais por fluorescentes.
Você vai deixar de gerar no mínimo 400 quilos de dióxido de carbono ao
ano.

2. Deixe o carro na garagem. Ande.
Cada carro gera 3 quilos de dióxido de carbono a cada 10 Km.

3. Recicle.
Se você reciclar metade do seu lixo, estará deixando de emitir 1 tonelada de
dióxido.

4.Mantenha os pneus na pressão correta. Pressão errada gasta mais gasolina.
Cada litro de gasolina libera 2,5 quilos de dióxido.

5.Modere o uso de água quente.
Chuveiro: menos de 3 toneladas de dióxido de carbono por ano. Máquina de
lavar roupa: menos 225 quilos por ano.

6.Leve sua sacola ao supermercado.
Menos 10% de sacola de plástico no lixo, menos 545 quilos de dióxido por
ano.

7.Use alimentos frescos em vez de congelados.
Alimentos congelados usam 10 vezes mais energia para serem produzidos.

8.Plante árvores.
Uma árvore absorve, ao longo da vida, 1 tonelada de dióxido.
Plante um monte.

9.Ligue os eletrodomésticos só quando for usar.
A luzinha acesa 24h gasta mais energia do que quando o aparelho é usado.

10.Compre essa briga.
Vire parte da solução. Repasse esta mensagem. Junte-se à tribo. Adapte-se.

Entre em contato!